O Professor Wilson Teixeira Beraldo (1917 - 1998) foi um dos cientistas mais consagrados do Brasil.

O cientista Wilson Teixeira Beraldo nasceu em Silvianópolis (MG), em 1917, e se formou médico pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em 1943. Tornou-se livre docente em Fisiologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e posteriormente professor catedrático de Fisiologia pela Faculdade de Medicina da UFMG em 1962 e professor titular de Fisiologia do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG.

Como cientista, uma de suas contribuições mais importantes foi a descoberta da bradicinina. Em colaboração com Maurício Rocha e Silva, do Instituto Biológico de São Paulo, e Rosenfeld, o professor Beraldo demonstrou a liberação da Bradicinina nos choques anafiláticos e peptônico. Elucidou também que a Calicreína urinária não é de origem pancreática, mas renal e que a ação ocitócica da calicreína urinária do rato não depende de formação de cininas.

Além de excelente pesquisador e orientador, o Professor Wilson Beraldo foi um grande educador, referência constante na vida acadêmica de seus alunos e orientandos. Aos 73 anos de idade, o professor Beraldo possuía 150 trabalhos publicados, além do título de Professor Emérito da UFMG. Foi presidente de honra da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência até sua morte aos 81 anos, em 28 de julho de 1998.